Leonardo Villar em A Hora e a Vez de Augusto Matraga - Foto: Divulgação
Leonardo Villar em A Hora e a Vez de Augusto Matraga - Foto: Divulgação

Saiu de cena na manhã desta sexta-feira, 03, aos 96 anos, o ator Leonardo Villar, famosos por interpretar o icônico Zé do Burro na filmagem de O Pagador de Promessas, filme de Anselmo Duarte indicado ao Oscar e o primeiro – e até hoje, único – vencedor da Palma de Ouro.

Villar faleceu após passar mal em casa. O artista havia realizado uma operação após levar uma queda em casa e precisar operar o fêmur. Na noite de ontem, chegou a passar mal e foi levado para o hospital na manhã desta sexta-feira e não resistiu.

Longe dos palcos desde 2001, quando atuou em A Moratória, de Jorge Andrade, sob a direção de Sidnei Cruz – encerrado hiato de quase 20 anos longe dos palcos -, Villar compôs o elenco de grandes espetáculos do teatro brasileiro, entre eles A Falecida (1953), Maria Stuart (1955), Gata em Teto de Zinco Quente (1956), A Morte do Caixeiro Viajante (1962), Um Panorama Visto da Ponte (1972) e Motel Paradiso (1982).

O ator também compôs o elenco da montagem original de O Pagador de Promessas (1960), pela qual recebeu seu segundo Prêmio APCA, então com o nome de APCT (Associação Paulista de Críticos de Teatro). Em 1958, Villar recebeu sua primeira indicação ao prêmio por Um Panorama Visto da Ponte, de Arthur Miller (1915-2005).

Na TV, o último papel do ator foi em Passione, novela de Silvio de Abreu no qual dividiu a cena com Cleyde Yáconis (1923-2013) e Elias Gleizer (1934-2015). Ainda não há informações sobre enterro, contudo com a crise do novo Coronavírus, o velório deverá ser restrito a familiares próximos.