Solo de Luluh Pavarin reverte 100% da bilheteria de temporada online para profissionais da técnica

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Solo escrito, dirigido e estrelado por Luluh pavarin Eu Nasci para ser Miss cumpre até a próxima segunda-feira, 29, temporada online dentro da programação virtual do alvenaria Espaço Cultural, em São Paulo. Gratuitas, as apresentações contam com uma cota de ingressos de R$ 10,00 (meia) a R$ 20,00 (inteira).

O valor arrecadado com a temporada (que estreou no último dia 08 de março) será revertido em cestas básicas para trabalhadores responsáveis pela técnica dos espetáculos teatrais. Operadores (as) de som, luz, contra-regras e toda a equipe apelidada de “graxa”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“As coisas estão muito piores do que há um ano atrás. Vejo muitas mensagens de despedida e isso parte o meu coração! Nós, da graxa, estamos vulneráveis há um ano e muitos precisam, agora mais do que nunca, de ajuda com alimentos. Essa mutação do vírus veio com tudo e ainda não é seguro aglomerar. Quem ganha seu sustento através de aglomeração não tem saída, a não ser contar com a solidariedade dos irmãos”, escreveu a designer de som e uma das representantes do movimento SOS Técnica São Paulo, Cecília Lissandre, em post nas redes sociais para divulgar as sessões do espetáculo. 

Encarado como uma sit down tragedy, Eu Nasci para ser Miss investiga e contesta os padrões e mitos pré-estabelecidos sobre a beleza feminina e o que é ou não aceito na sociedade enquanto Pavarin narra a vida de uma ex-miss mirim e todos os percalços de enfrentar um concurso de beleza enquanto ainda jovem. Os ingressos estão disponíveis via Sympla.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio