Taís Araújo planeja primeiro solo da carreira enquanto arquiteta parceria com Olodum

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando a pandemia do novo Coronavírus congelou o mercado cultural fechando teatros ao redor do país, Taís Araújo precisou adiar a turnê do drama O Topo da Montanha com a qual celebraria 25 anos de carreira

Dividindo a cena com o companheiro Lázaro Ramos, a atriz dá vida a uma camareira que acompanha os últimos momentos de vida do ativista norte americano Martin Luther King (1929-1968) antes daquele que foi considerado seu último grande discurso. Pelo drama a norte americana Katori Hall, Araújo foi indicada ao Prêmio Shell.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora o espetáculo já tenha agenda confirmada para um possível retorno no próximo ano, Araújo já se movimenta com dois novos projetos. Em parceria com os diretores baianos Onisajé e Zebrinha, Araújo pretende montar seu primeiro monólogo. Em paralelo, a atriz também pretende desenvolver um trabalho em parceria com o Bando de Teatro Olodum, que, neste 2020, celebra 30 anos de trajetória.

As informações foram dadas durante uma entrevista de Araújo a Valdineia Soriano em live transmitida pelo perfil oficial do Bando de Teatro Olodum no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio