Veja os indicados do segundo semestre para a 31ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A categoria Ator da lista de indicados do segundo semestre para a próxima edição do Prêmio Shell de Teatro conta com dois nomes de peso. Gabriel Leone concorre por sua atuação em “Natasha Pierre e o Grande Cometa de 1812”. Rodrigo Lombardi, por “Um panorama visto da ponte” – espetáculo que também está na disputa em Direção e Iluminação.

A peça “Estado de Sítio”, inspirada em texto de Albert Camus escrito em 1948, participa com três indicações. São elas Figurino, Cenário e Música. Nas duas últimas, destaca-se também a montagem “Os 3 mundos”, que concorre ainda na categoria “Direção”. O espetáculo se passa em um futuro apocalíptico e fala sobre manipulações em mundo distópico.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O homenageado da edição de 2019 em São Paulo será Jô Soares por sua importante contribuição artística ao teatro brasileiro. O júri paulista é formado por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Renata Melo.

Veja abaixo a lista completa de indicados do segundo semestre ao 31º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo. A cerimônia de premiação será realizada em março de 2019.

Os indicados ao Prêmio Shell

Autoria:

Alexandre Dal Farra por “Refúgio”

Marcos Damaceno por “Homem ao vento”

Direção:

Nelson Baskerville por “Os 3 mundos”

Zé Henrique de Paula por “Um panorama visto da ponte”

Ator:

Gabriel Leone por “Natasha Pierre e o Grande Cometa de 1812”

Rodrigo Lombardi por “Um panorama visto da ponte”

Atriz:

Chris Couto por “A milionária”

Fabiana Gugli por “Refúgio”

Cenário:

J. C. Serroni por “Estado de Sítio”

Marisa Bentivegna, Estúdio BijaRi e Guazzelli por “Os 3 mundos”

Figurino:

Gabriel Villela por “Estado de Sítio”

Kleber Montanheiro por “Um beijo em Franz Kafka”

Iluminação:

Domingos Quintiliano por “Casa de Bonecas”

Fran Barros por “Um panorama visto da ponte”

Música:

Babaya Morais e Marco França por “Estado de Sítio”

Marcelo Pellegrini por “Os 3 mundos”

Inovação:

Grupo Cemitério de Automóveis pela manutenção de um espaço de resistência e produção artística na cena alternativa

Grupo Sobrevento pelo contínuo trabalho de pesquisa voltado ao teatro de animação e teatro de objetos

A premiação

O vitorioso de cada categoria receberá uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais).

Criado em 1988, o Prêmio Shell de Teatro é ponto de referência nos palcos brasileiros. É oferecido aos maiores destaques do ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo separadamente, em nove categorias — Autoria, Direção, Ator, Atriz, Cenário, Figurino, Iluminação, Música e Inovação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio