Yara de Novaes dirigirá nova versão de clássico de Tennessee Williams

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Considerada uma das peças mais importantes do teatro norte americano, The Glass Menagerie é considerada como a grande obra prima do dramaturgo Tennessee Williams (1911-1983) que, através da dramaturgia, expurgou os fantasmas familiares que o assombraram ao longo da vida, com personagens como a mãe controladora e a irmã com problemas psicológicos.

Intitulado À Margem da Vida, o espetáculo ganhou montagens brasileiras icônicas em 1947, sob a direção de Alfredo Mesquita (1907-1986) e estrelado por Marina Freire (1910-1974) no papel da matriarca Amanda Wingfield, a obra ganhou montagens icônicas em 1988 com Nicette Bruno encabeçando o elenco sob a direção de Antônio Abujamra (1932-2015) e em 2009, com Cássia Kiss no papel da matriarca sob a direção de Ulysses Cruz em versão intitulada Zoológico de Vidro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora uma remontagem da obra permeasse os pensamentos de Cruz, o clássico de Tennessee Williams ganhará nova montagem no Brasil sob a direção de Yara de Novaes, em encenação estrelada por Álvaro Chaer e Gustavo Duque encabeçando elenco que ainda não conta com a figura de Amanda Wingfield escalada.

Sob a produção da mineira Rubim Produções, a nova montagem de À Margem da Vida deve estrear em Belo Horizonte em 2021 tão logo a pandemia do novo Coronavírus esteja controlada. Está prevista uma turnê por três capitais brasileiras após a temporada mineira.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio