Medusa - Foto: Caio Galluci
Medusa - Foto: Caio Galluci

Em 2016, o dramaturgo vencedor do Shell Jô Bilac investigou a psique humana confrontada com situações limite em Fluxorama, peça dirigida por Monique Gardenberg e protagonizada por Marjorie Estiano, Luiz Henrique Nogueira, Juliana Galdino e Caco Ciocler e que retorna à cena nesta quarta-feira com a montagem de Medusa, primeira incursão de Ciocler pelas lives cênicas.

No texto, excerto da obra original de Bilac, Ciocler vive um homem que tenta desesperadamente meditar em meio ao caos urbano. Num reflexão sobre o homem contemporâneo e sua existência no mundo acelerado enquanto levanta questões sobre o sentido da vida.

A apresentação acontece às 21h30 dentro do projeto #EmCasacomoSesc que, em três meses, já transmitiu, por meio de seu canal oficial do Youtube, apresentações de nomes como Renata Sorrah, Sérgio Mamberti, Denise Fraga, Matheus Nachtergaele, Thiago Lacerda, Ailton Graça, Clara Carvalho, Denise Weinberg, Grace Passô, Georgeana Góes, Jé Oliveira, entre (muitos) outros.