Há seis anos em cartaz, solo sobre os múltiplos sentidos do amor e da solidão reestreia em São Paulo

Josemir Kowalick volta à cena com Amor em 79:05, de Vinícius Márquez

Publicado em 10/03/2022 09:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Espetáculo que chegou aos palcos em 2016 e, desde então, vem emendando sucessivas temporadas, Amor em 79:05, o solo em que o ator e diretor Josemir Kowalick mergulha na investigação acerca dos múltiplos sentidos do amor, do abandono e da solidão a partir do romance homônimo do escritor e dramaturgo Vinícius Márquez, retorna a São Paulo a partir deste sábado, 12.

Há seis anos em cartaz, a montagem, adaptada e dirigida por Elias Andreato, volta ao palco do mesmo Giostri Teatro onde teve sua temporada de 2020 interrompida devido a pandemia do Coronavírus.

Em cena, Kowalick dá vida a um escritor solitário que busca viver o amor em suas mais diversas formas, e precisa lidar com a solidão e o desejo, até que, em pleno momento criativo, passa a lidar com a figura de um homem mais jovem e idealizado, com quem vive um romance homoafetivo.

Em cartaz até o dia 17 de abril, aos sábados e domingos, Kowalick entra em cena acompanhado de Felipe Camelo e com trilha original assinada por Fábio Sá (com duas letras inéditas escritas por Elias Andreato e interpretadas pelo ator). As sessões acontecem às 21h (sábados) e às 20h (domingos) e os ingressos custam de R$ 30,00 (meia) a R$ 60,00 (inteira).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio