Marcelo Várzea em Silêncio.Doc - Foto: Divulgação
Marcelo Várzea em Silêncio.Doc - Foto: Divulgação

Em meados do primeiro semestre deste 2020, o ator, diretor e dramaturgo Marcelo Varzea iniciou processo de oficina dramatúrgica com um grupo de artistas, atores, diretores e dramaturgos, que resultou em uma série de textos confessionais, origem de (In) Confessáveis – O Jogo da Verdade, experiência cênica digital que chega ao universo online a partir da próxima terça-feira, 01.

Na obra, 36 artistas se dividem em três salas diferentes de Zoom para encenar suas confissões mais íntimas enquanto o público tenta desvendar se essas histórias são, de fato, próprias ou de outra pessoa do coletivo, ou mesmo ficcionais.

Várzea, que assinou a direção de espetáculos incensados, como Michel III – Uma Farsa a Brasileira e (o injustiçado) A Porta da Frente assina a direção geral e a costura desses textos. 

O elenco – intitulado sagazmente Coletivo Impermanente – é formado por Brenda Nadler, Bruno Rocha, Daniel Pereira, Eduardo Godoy, Gui Albuquerque, Lana Rhodes, Larissa Morais, Letícia Alves, Oscar Fabião, Renan Rezende, Thais Müller, Vanessa Mello, Ágata Matos, Bruna Massarelli, Camila Castro, Dani D’eon, Evelyn Klein, Guilherme Trindade, Luís Távora, Mariela Lamberti, Pamella Machado, Preto Viana, Victor Santana, Vinicius Hideki, André Viéri Bruno Suzano, Flávio Cardoso, Gabriel Vicente, Guilherme Gonzalez, Guilherme Logullo, Luciana Fernandes, Matheus Paiva, Philipe Carneiro, Renata Ricci, Talita Tilieri e Victor Camarote.

O espetáculo realiza quatro apresentações (01, 02 08 e 09 de dezembro, terças e quartas-feiras) sempre às 21h. Os ingressos são gratuito e os acessos são limitados a 50 vagas por sala, com transmissão via Zoom. Serão três salas, cada uma com um elenco. Para reservar os ingressos clique aqui.