A Paixão de Brutus adapta história shakesperiana de Júlio César para monólogo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Clássico escrito pelo bardo inglês William Shakespeare, a
tragédia Júlio César ganha sua
primeira adaptação em forma e monólogo a partir de 13 de julho, sábado, no
Teatro Pequeno Ato, na República, zona central da capital. Sob a direção do
encenador argentino Norberto Presta, o espetáculo leva o ator Pedro Sá Moraes a
se desdobrar em 15 personagens a fim de contar as tramas políticas que levaram
a morte do imperador romano.

Em cena, Sá Moraes também apresenta canções que se desdobram
na linguagem cênica pensada por Shakespeare, interpretando temas inéditos e
canções compostas para o teatro por nomes como Chico Buarque de Hollada,
Gianfrancesco Guarnieri e o compositor, dramaturgo e poeta alemão Bertold
Brecht.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Essa não é a primeira vez que uma obra do dramaturgo inglês
é adaptada em forma de monólogo. Há três anos, em 2016, Juca de Oliveira contou,
sozinho em cena, a história de Rei Lear,
interpretando desde o rei que duvida da fidelidade de sua filha mais amada, até
as personagens secundárias que compõem a obra.

A Paixão de Brutus
cumpre temporada no Teatro Pequeno ato de 13 de julho a 01 de setembro, aos
sábados e domingos sempre às 20h. Os ingressos custam de R$ 20,00 (meia) a R$
40,00 (inteira).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio