Coletivo Impermanente se desnuda para encenar solos confessionais em primeira obra presencial

Com treze artistas nus, espetáculo enfileira histórias de abuso, assédio e aceitação

Publicado em 03/11/2021 18:08
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando a pandemia do coronavírus congelou o mercado cultural, relegando número exponencial de artistas ao universo digital, Marcelo Varzea mergulhou em série de encontros semanais com grupos de artistas para ministrar workshops sobre o processo da autoficção, linguagem na qual baseou seu primeiro tiro dramatúrgico, o solo confessional Silêncio.Doc, de 2016.

Desta série de encontros, o ator e diretor reuniu uma série de artistas que mergulharam em produções contínuas, e assim deu vida ao Coletivo Impermanente, que, entre 2020 e 2021, criou projetos voltados ao digital, entre eles três volumes da série de mini solos (In) Confessáveis, com histórias verídicas narradas em primeira pessoa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, o coletivo se prepara para sua primeira incursão fora do universo online com a produção de O Que meu Corpo Nu te Conta?, coletânea cênica de mini solos também confessionais, nos quais 13 atores e atrizes narram histórias de abuso, assédio e de construção e relação com seus corpos.

Os artistas subirão ao palco nus e, num jogo de cena, a plateia será convidada a escolher de quais corpos querem ouvir a próxima história a ser contada.

Com texto assinado por Marcelo Varzea, que também assume a direção, o Coletivo se divide ao longo dos solos com elenco formado por Conrado Costa, Daniela D’eon, Lana Rodhes, Pamella Machado, Letícia Aves, Veronica Nobile , Ellen Regina, Agmar Beirigo, John Seabra, Thiene Garrido, Ana Bahia, Flavio Pacato , Daniel Tonsig,  Renan Rezende, Oscar Fabião e Vini Hidecki sob a direção de movimento de Erica Rodrigues.

Antes de embarcar em temporada – prevista para 2022 -, o espetáculo ganhará duas sessões de pré-estreias fechadas para convidados no mês de dezembro, e deve compor a programação de pelo menos um festival ainda neste 2021. Quem viver…

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio