Espetáculos sobre Camille Claudel e Vaslav Nijinski unem atores em projeto imersivo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atores de
franco destaque na cena teatral paulistana, Erica Montanheiro e Eric Lenate se
unem a partir do dia 02 de agosto, sexta-feira, para o projeto Balada dos Enclausurados, trabalho
imersivo da dupla na vida da artista francesa Camille Claudel e bailarino russo
Vaslav Nijinski. O projeto conta com a apresentação dos solos Inventário e Testemunho Líquido, protagonizados por Montanheiro e Lenate,
respectivamente.

No projeto,
a dupla apresentará um espetáculo seguido do outro, além de uma instalação
cênica imersiva criada ao lado do diretor multimídia Kleber Montanheiro. O
projeto fica em cartaz no Teatro do Núcleo Experimental, na Barra Funda, de
sexta a segunda-feira, e dá ao público a possibilidade de assistir aos dois
espetáculos na sequência, ou em dias diferentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Inventário, Erica Montanheiro se
debruça sobre a vida da escultora francesa Camille Claudel, que viveu a sombra
de seu irmão, o escritor Paul Claudel, e de seu amante, o também escultor
August Rodin, de quem foi aprendiz e, depois, assistente. A artista viveu
enclausurada por 30 anos em uma instituição psiquiátrica diagnosticada com um
delírio de paranoia.

A artista
destruiu a maior parte a obra que criou ao longo de sua vida, e, a partir das
cartas que escrevia na instituição, foi possível transformar parte de suas
memórias em um livro, no qual narra sua incompreensão em relação ao próprio
destino.

Testemunho Líquido, peça escrita por
Eric Lenate em 2009, após abrupta ruptura com o CPT – Centro de Pesquisa de
Teatral, de Antunes Filho, com quem trabalhava desde 2005, narra a trajetória
do lendário bailarino e coreógrafo russo Vaslav Nijinski, responsável pela
revolução da dança no século XX e a criação da dança contemporânea através das
famosas coreografias de L’Après midi d’un
faune
e Le sacré du printemps.

Nijinski,
que passou os últimos 30 anos de sua vida internado em clínicas e instituições
psiquiátricas com um quadro de “confusão mental de natureza esquizofrênica”,
apresentado desde a infância, mas agravado quando o profissional precisou lidar
com a demissão da companhia de dança que liderava, e enfrentar a separação de
sua esposa.

A obra é
dirigida por Erica Montanheiro, que tem Eric Lenate como diretor de Inventário. Os ingressos custam de R$
10,00 (meia) a R$ 20,00 (inteira) para cada peça. As sessões de Inventário acontecem às 19h (sextas e
sábados), 20h (domingos) e 21h (segundas-feiras), enquanto Testemunho Líquido cumpre temporada às 21h (sextas e sábados), 18h
(domingos) e 19h (segundas-feiras).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio