Kate Hansen discute a naturalização da violência e a inércia social em novo solo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Afastada dos palcos desde meados de 2019, a atriz e diretora Kate Hansen arquiteta seu retorno à cena para 2021 com a encenação de Clarice e os Corações Selvagens, espetáculo escrito por Júlio Kadetti sobre uma mulher que põe em cheque suas crenças de vida após um ovem negro ser assassinado com treze tiros disparados pela polícia.

O ato de violência leva a personagem a questionar não apenas a violência da grande metrópole, mas também – e principalmente – a inércia da sociedade para com uma notícia e violência, recebida com naturalidade pelas classes mais altas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sob a direção de Marcelo Drummond, Clarice e os Corações Selvagens tem estreia agendada para a segunda quinzena de janeiro de 2021 em São Paulo. Ainda não há confirmação sobre o local de estreia, mas, no que depender da vontade da atriz, o espetáculo cumprirá temporada no Teatro Oficina, na zona central.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio