Pedro Paulo Rangel estreia solo online enquanto arquiteta montagem de comédia de Neil Simon

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não tivesse  pandemia do novo Coronavírus congelado o setor cultural, fechando teatros  espaços culturais, e impedindo a aglomeração do público em plateias ao redor do mundo, o ator carioca Pedro Paulo Rangel teria recebido justa homenagem na edição 2020 do Prêmio Shell, agendado originalmente para acontecer em 17 de março no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

Indicado ao prêmio pela dramaturgia o solo O Ator e o Lobo, Rangel seguiu em frente e agora prepara dois espetáculos, sendo um deles inédito. Com estreia agendada para este sábado, 29, o solo Sermão da Quartafeira de Cinzas marca a estreia do ator nas lives cênicas, compondo a programação do 54º aniversário do Teatro Casagrande, no Leblon.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O espetáculo é uma adaptação da obra apresentada pelo ator desde 1994 e que lhe rendeu um Prêmio Shell de Melhor Ator. Na temporada digital (que tem pré-estreia agendada para hoje 25), Rangel não apenas interpreta trechos da obra do padre jesuíta Antônio Vieira (1608-1697), como também relembra passagens das sucessivas temporadas da encenação dirigida por Moacir Chaves.

A temporada digital acontece de 29 de agosto a 18 de setembro. As sessões serão aos sábados e domingos (29 e 30 de agosto e 05 e 06 de setembro) às 18h e quintas  sextas (10,11,17 e 18 de setembro) às 20h. A sessão de hoje, 25, acontece às 20h Os ingressos custam de R$ 25,00 a R$ 50,00.

Em paralelo, Rangel prepara ainda a montagem de Os Reis do Riso, clássico escrito pelo dramaturgo norte americano Neil Simon (1927-2018) sobre a relação de dois comediantes, ex-companheiros de trabalho que, após mais de 40 anos de parceria, se separam e os risos dão lugar a rusgas e antipatias.

A dupla recebe então um convite para voltar a se reunir para um especial de TV e precisa lidar com as ações do tempo na sua relação e em sua própria comédia. O espetáculo é uma adaptação de The Sunshine Boys, comédia escrita por Simon em 1972, e que Rangel vem tentando montar desde 2012 sem sucesso. O espetáculo dessa vez deve chegar aos palcos em 2021.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio