Principal compositor da Broadway, Stephen Sondheim desiste de desenvolver musical com obra de Buñuel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Celebrado como o principal compositor do teatro musical norte americano e pai do musical moderno, o vencedor dos prêmios Oscar, Grammy e Tony Stephen Sondheim revelou que já não trabalha mais no desenvolvimento de Buñuel, musical no qual vinha trabalhando desde 2016 com base em dois filmes do cineasta espanhol Luis Buñuel (1900-1983).

Aos 91 anos, Sondheim pretendia adaptar, ao lado do dramaturgo David Ives, uma adaptação para O Discreto Charme da Burguesia (1972) e O Anjo Exterminador (1962). Em comum, ambos os filmes trazem personagens burgueses às voltas com assuntos do jantar e, à medida que as obras se desenvolvem, as máscaras sociais vão deixando de existir.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Buñuel quebraria um hiato de quinze anos desde o último espetáculo inédito de Sondheim a estrear na Broadway (Road Show, de 2006). Não foram dadas mais informações sobre o s motivos do cancelamento do projeto, que havia realizado um workshop em Nova York e já contava com o nome de Joe Mantelo na direção.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio